Dicas para passar o verão em boa forma,
equilibrando alimentação, exercícios físicos
e integração com a natureza.

 

Verão chegando, corpos mais expostos. É natural que todos queiram estar em dia com sua boa forma.

Dúvidas são sempre frequentes sobre o que comer para manter a massa muscular bem definida.

Primeiramente, é importante conhecer seu organismo, como funciona e o que ele precisa. Para as funções fisiológicas, nosso corpo utiliza como principal nutriente: a glicose, que fornece energia para cérebro, músculos e ativa o metabolismo das gorduras quando consumido de forma correta.

Um dos problemas em que as pessoas mais erram na hora de se alimentar é não equilibrar nutrientes, gasto calórico e otimização de resultados.

Uma dúvida muito frequente entre as pessoas que praticam atividades físicas é: o que devo comer antes o exercício físico? A resposta depende, principalmente, do intervalo entre a refeição e o treino.

Para atividades e resistência como corrida, ciclismo, natação é indicado consumir carboidratos com alto índice glicêmico, 30 minutos antes de começar o treino. Isso porque esses alimentos fornecem energia de forma mais rápida para o organismo.

Alguns exemplos:

  • pão ou tapioca com melado;
  • frutas secas, – picolé ou suco de frutas;
  • banana em rodelas com mel.

Para atividades de força como musculação, o ideal é investir nos carboidratos com baixo nível glicêmico, que tem ação mais lenta no organismo para liberar a glicose necessária e dar energia durante a atividade, incluindo também alguma fonte de proteína, sempre com baixo teor de gordura.

Pode-se considerar:

  • pão integral e queijo branco ou pão integral com patê de atum e cenoura;
  • vitamina de frutas com leite, os leites vegetais como os de amêndoa, aveia e soja também podem ser usados;
  • granola e iogurte com baixo teor de gordura;
  • peito de frango e arroz integral com brócolis;
  • ovos e batata-doce.

No período próximo ao treino, evite alimentos ricos em gorduras, para que a glicose seja liberada rapidamente e jamais faça uma atividade física se estiver a mais de 3 horas sem comer.

Durante o treino, ocorre desgaste das fibras musculares e redução das reservas energéticas e de água. Por essa razão, comer depois da atividade é fundamental para recuperar o organismo. O ideal é caprichar na salada, que deve ser temperada com azeite, limão, ervas e pouco sal. Escolha o arroz integral, uma carne magra (frango ou peixe), feijão ou outra leguminosa, como ervilha, grão-de-bico, etc.

Cuidado com o excesso de proteínas, isso poderá influenciar de forma negativa seus objetivos, pois quando há excesso de proteína o resultado é síntese de gordura. Não descuide da ingestão de água, pois indivíduo hidratado tem melhores resultados om o treino.

Cada pessoa tem sua individualidade e isso deve ser levado em consideração na hora do seu planejamento de treino e alimentar.

Jureci Machado já publicou outros quatro artigos sobre alimentação, qualidade de vida e nutrição no site. Confira os demais artigos, todos bem lidos e apreciados. No mês de novembro, seu trabalho também foi destaque na revista Contato Vip (http://www.contatovip.com.br/)

Alimentação no tratamento da ansiedade