Elói Elisabete Bocheco: universo infantil na escola, na paixão e na literatura

142

Eloí Elisabete Bocheco é  formada em Letras pela Universidade de Passo Fundo-RS e pós-graduada em Alfabetização e Metodologias de Leitura. Atuou como alfabetizadora, professora de Língua Portuguesa e Literatura. Trabalhou como animadora da biblioteca escolar, foi coordenadora do ensino de língua e literatura, dentre outras atividades ligadas ao ensino.

O texto literário foi sempre o grande aliado na tarefa de criar a corrente de paixão pela leitura, e na criação de uma memória literária na vida de crianças e jovens com quem conviveu nos anos de magistério.

Teve, na juventude, grandes mestres de leitura e destaca especialmente a professora Ana Schirley Favero e Paulo Bragatto Filho no ensino básico e o professor Henrique Manuel Ávila, na graduação em Letras na Universidade de Passo Fundo/RS.

Iniciou na literatura escrevendo crônicas para o Jornal A Notícia de Joinville, SC, quando era editor do caderno de Cultura o jornalista Sílvio Melatti. Uma seleção dessas crônicas foi publicada no livro Pedras Soltas, pela EdUFSC, em 2006.

O primeiro livro infantil editado foi Uni…Duni…Téia.  Escrito no último ano de magistério da autora, é  marcado pelas experiências com leituras e leitores na biblioteca escolar. Os poemas infantis, deste e de outros livros, usam recursos e temas da tradição oral, vivenciada pela autora durante toda a infância, tais como: parlendas, cantigas de roda, jogos de palavras, cantos de trabalho, quadrinhas e adivinhações.

Alguns de seus livros como Olha a Cocada!, Roda Moinho e Beatriz em trânsito expressam as utopias de leitura que a autora procurou dar forma na escola. Dentre outros pontos, estes livros encenam modos de ler e de envolver crianças com a leitura desde cedo.

Participou de várias antologias, dentre as quais,  Cuentos Infantiles Brasilenos, editada na Costa Rica e organizada por Ninfa Parreiras e Glória Valladares Grangeiro, Presença da Literatura Infantil e Juvenil em SC (Org. por Yedda Goulart), Antologia do Concurso Sérgio Farina – São Leopoldo-RS, Antologia SESC/Brasília de crônicas.

Recebeu prêmios por sua obra, dentre os quais, o prêmio Mário Quintana, o Literatura Para Todos ( MEC), o Leia Comigo! Da FNLIJ e participou da seleção Bolonha e White Ravens com a obra Beatriz em trânsito.

Foi responsável, junto com Zenilde Durli, durante dez anos, pela pauta do Jornal de Literatura Infantil e Juvenil – O BALAINHO –  da Universidade do Oeste de SC (UNOESC).

Um poema infantil:

MARTINA

No canteiro da ponta
há um girassol.
Dentro do girassol
há uma gota de orvalho.
Dentro da gota de orvalho
há uma réstia de luz.
Dentro da réstia de luz
há um grão.
Dentro do grão
há um anel
Dentro do anel
há uma cantiga de roda.
Dentro da cantiga de roda
a menina Martina
brinca uma ciranda
com sementes
beijadas de sol.

Poema estraído de: BOCHECO, Eloí. Tá pronto seu lobo? e outros poemas. São Paulo: Formato, 2014. p. 11.